Projeto CILIFO realiza reunião de coordenação e ponto de situação

O projeto do Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais (CILIFO) realizou uma reunião de coordenação e ponto de situação entre os responsáveis das entidades regionais envolvidas nesta iniciativa. A sessão decorreu no dia 29 de março e foi acolhida pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) da Região do Algarve.

A reunião teve lugar em formato híbrido (online e presencial), estando integrada no conjunto de atividades desenvolvidas no âmbito do protocolo de Cooperação Transfronteiriça da Comunidade de Trabalho “Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia” (EuroAAA). A sessão contou com a presença da vice-presidente da CCDR Algarve, Elsa Cordeiro, o comandante regional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Vítor Vaz Pinto, representantes da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) e dos municípios de Castro Marim, Loulé, Monchique e Tavira e os responsáveis pela coordenação do projeto por parte das autoridades da Andaluzia.

Segundo nota de imprensa da CCDR, “a ocorrência desta reunião no Algarve prende-se com a necessidade de dinamizar a cooperação inter-regional transfronteiriça, contribuindo para a integração europeia do espaço regional e para o reforço da sua competitividade, com base em estratégias de desenvolvimento sustentável de níveis regional e local”. Outro objetivo é a promoção de “uma adequada articulação intersetorial entre os serviços desconcentrados de âmbito regional, em termos de concertação estratégica e de planeamento das intervenções de natureza ambiental, económica e social, numa ótica de desenvolvimento regional, conforme está previsto na missão da CCDR”.

De acordo com o coordenador do projeto CILIFO, Alexandre Garcia, “neste momento, o investimento executado é na ordem de 8 milhões de euros, pelo que, para o êxito financeiro e material das obras, é vital acelerar e finalizar os processos em curso e as adjudicações pendentes nos três territórios, de forma a ser cumprido o calendário das ações previstas no Algarve de ampliação da Base de Helicópteros em Serviço Permanente (BHSP) de Loulé, construção das instalações dos heliportos de Monchique e Cachopo (Tavira) e do centro de formação do Azinhal (Castro Marim)”.

“Para além das infraestruturas em fase de construção em Espanha e na região Algarvia, o projeto CILIFO está a promover um trabalho de proximidade, sensibilizando as populações, bem como a desenvolver estudos com as comunidades académicas e dinamizar a formação dos operacionais dos bombeiros e da proteção civil, através da AMAL”, acrescenta o responsável.

A visita ao Centro Regional de Emergência e Proteção Civil (CREPC) do Algarve e à BHSP encerrou a atividade, tendo sido uma oportunidade para conhecer as infraestruturas e os procedimentos destinados a operações e gestão de emergência.

O projeto CILIFO junta as regiões do Alentejo, Algarve e Andaluzia numa iniciativa que pretende, num objetivo alargado, melhorar a capacidade de resposta dos Municípios e das autoridades com competências na Proteção Civil e no combate aos incêndios florestais”. A sua duração é de quatro anos e a sua execução será liderada pela Junta de Andaluzia, sendo que esta deverá estar concluída até ao final de 2022 com um investimento total na ordem dos 24 milhões de euros, dos quais 75% são cofinanciados no âmbito do Programa Interreg V A España – Portugal (POCTEP) 2014-2020.

CCDR

Share Button