Partido Socialista Vence em todos os órgãos autárquicos em Monchique (c/ declarações dos cabeças de lista eleitos)

O Partido Socialista conquista a vitória no concelho de Monchique em todos os órgãos autárquicos com 49,61% dos votos, derrotando o Partido Social Democrata, que estava no poder deste 2009.

Paulo Alves, que já se tinha candidatado há quatro anos anos, foi, assim, eleito o quarto presidente da Câmara Municipal de Monchique, depois do 25 de Abril. Foram ainda eleitos, pelo PS, Humberto Sério e Helena Martiniano. O PSD elege apenas um vereador a par do CDS-PP.

Nas freguesias, o PSD perdeu Marmelete para o PS, elegendo Eleutério Torrado, e manteve Monchique e Alferce, com a reeleição de José Manuel Gonçalves e José Gonçalo Silva.

Para Paulo Alves, esta vitória reflete “o reconhecimento da população pelo trabalho realizado ao longo destes quatro anos, a capacidade de análise e participação cívica dos monchiquenses”, declarando que dedica “a vitória a Monchique e à equipa” que o acompanhou.

Já para Eleutério Torrado, um repetente na corrida à Junta de Freguesia de Marmelete, ter vencido “foi um sonho tornado realidade”, e sublinha que a vitória “é de toda a população” da freguesia, porque havia “uma maioria silenciosa que não se manifestava e que queria mudança”.

José Manuel Gonçalves e José Gonçalo Silva foram reeleitos presidentes das juntas de Freguesia de Alferce e de Monchique, respetivamente. A recondução por mais este mandato representa o “reconhecimento e uma prova de confiança da população pelo trabalho desenvolvido” e a “consolidação da eleição de há quatro anos”.

O derrotado da noite foi o PSD que perde dois vereadores na Câmara Municipal de Monchique, dois deputados da Assembleia Municipal e a freguesia de Marmelete.

José Manuel Gonçalves
Eleutério Torrado
José Gonçalo Silva