Sinalização de caça substituída em Monchique depois do incêndio de setembro

A sinalética com a identificação das zonas de caça que foram «danificadas/destruídas» pelo incêndio que deflagrou, em setembro, no concelho de Monchique, começaram agora a ser recolocadas.

«A ação de recolocação desta sinalização, que abrange três zonas de caça que são geridas por duas associações de caçadores do concelho: Clube de Caça de Marmelete e Associação de Caça e Pesca “ Os Monchiqueiros” (ZCA- PROC. N.º 3483) e a ZCA.- PROC. N.º 4179), foi toda ela suportada com valores deliberados em reunião de Câmara Municipal de Monchique cujo grande objetivo é que todas as atividades das áreas afetadas pelo grande incêndio regressem à normalidade», segundo o comunicado da autarquia.

A atividade cinegética no concelho de Monchique «é muito intensa, envolvendo muitas associações e clubes de caça que de forma denotada tem contribuído para a manutenção das espécies protegidas e para a dinamização de uma procura dos amantes deste desporto, apetecível para um “nicho turístico” importante e que se pretende desenvolver», acrescenta o mesmo comunicado.

«Aproveitando o Dia de Reis, Vítor Palmilha, presidente da Federação de Caçadores do Algarve e Rui André, presidente da Câmara Municipal de Monchique, acompanhados dos presidentes das Associações de Caça do Concelho de Monchique e numa iniciativa social promovida pela Federação de Caçadores, entregaram a cerca de duas dezenas de crianças carenciadas do concelho um conjunto de presentes de “reis” acompanhados de um lanche convívio para estes e seus familiares», conclui o comunicado.