Lince Khan regressa a casa

O lince Khan, que nasceu no Centro Nacional de Reprodução de Lince Ibérico, em Silves, regressou a casa, depois de ter sido reintroduzido na natureza, em Castilla-La Mancha, em Espanha, no âmbito do projeto Life + Iberlince, no dia 26 de novembro de 2014.
Este espécime, segundo informações do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), iniciou a sua dispersão para oeste, «usando as áreas de alta montanha, que o levaram a atravessar o Parque Nacional de Cabañeros, até chegar à região de La Jara. Posteriormente, continuou o seu movimento dispersivo até ao rio Tejo», tendo, nas «semanas seguintes, continuado o seu caminho para o sul da província de Toledo e, em meados de fevereiro, passou para a província de Cáceres. Durante o seu trânsito através desta comunidade, este macho foi capaz de nadar através do Rio Guadiana para chegar a Portugal no passado dia 28 de junho» e agora regressa ao território onde nasceu, tendo sido obtidos registos da sua presença no passado dia 23 de setembro a norte do concelho de Silves.
O ICNF tem acompanhado o percurso de Khan através de informações fornecidas através de um colar de GPS que este traz consigo, podendo, desse modo, registar as deslocações efetuadas e os comportamentos do animal, o uso dos territórios que percorre e outros parâmetros biológicos essenciais à conservação da espécie.
O lince Khan e o seu irmão Kentaro são dois exemplares da espécie nascidos no Centro Nacional de Reprodução de Lince Ibérico, em Silves, que foram libertados em Espanha, tendo ambos regressado a território português.
A Câmara Municipal de Silves (CMS) tem trabalhado em estreita colaboração com as entidades que tutelam o Centro de Reprodução do Lince Ibérico, «quer no desenvolvimento de ações de sensibilização (através do seu sector de Educação), quer em atividades relacionadas com a promoção da rota turística e pedagógica “No caminho do lince-ibérico”, que integra uma exposição visitável no Castelo de Silves, quer na preparação da criação do futuro Centro Interpretativo do Lince-Ibérico, a implementar na encosta Norte do Castelo. Esta colaboração teve o seu momento mais recente no passado dia 12 de setembro, com a realização do “Trail do Lince”, atividade que contou com o apoio da autarquia», através do seu Sector de Desporto, adianta nota da edilidade.
Para Rosa Palma, presidente da Câmara Municipal de Silves, «a promoção do património e o desenvolvimento da atividade cultural e cientifica é um dos eixos estratégicos da intervenção do atual executivo camarário» e destaca a «importância que este projeto tem na promoção do património natural, cultural e cientifico do concelho e na dinamização da imagem cultural e turística de Silves, associando-o à marca “lince”».