Festival de Música Al-Mutamid está de regresso para a 24.ª edição

O Festival de Música Al-Mutamid, evento único em Portugal, está de regresso para a sua 24.ª edição com um programa que se estende pelas várias cidades portuguesas que constituíam o então território geográfico denominado al-Andalus da época de Al-Mutamid (século XI). No Algarve, este festival itinerante de música árabe passará por Lagos, Lagoa, Silves, Albufeira e Loulé, tendo início marcado para 9 de fevereiro,

Volvidos 24 anos desde que foi criado, este evento dedicado à música tradicional árabe “converteu-se no mais antigo festival de música itinerante que se realiza ininterruptamente em Portugal e, simultaneamente, no mais relevante festival de música árabe tradicional que se realiza fora das fronteiras do mundo árabe”, menciona em comunicado a Ibérica Eventos & Espectáculos.

Segundo conta a organização, o festival pretende homenagear anualmente o “rei-poeta” al-Mutamid, filho e sucessor do rei de Sevilha Al-Mutadid. Nascido em Beja (1040), Muhammad Ibn Abbad (al-Mutamid) foi nomeado governador de Silves com apenas 12 anos, tendo acedido, em 1069, ao trono de Sevilha, o reino mais forte entre os que surgiram em al-Andalus após a queda do Califato de Córdova. Em 1088, foi destronado pelos almorávides e recluído em Agmat, a sul de Marrakech, onde viria a falecer em 1095. “O seu túmulo, conservado até hoje, tornou-se símbolo dos mais belos tempos de Al-Andalus”, conclui a organização.

O programa para o Algarve tem início em Albufeira, no dia 9 de fevereiro, com um espetáculo de música e dança árabe-andalusí e oriental a cargo do grupo Yinnan Al Andalus, a realizar-se no Auditório Municipal de Albufeira, às 21h30. No dia seguinte, também pelas 21h30, o Centro Cultural de Lagos recebe Al-Maram para uma atuação de música árabe e dança oriental. No dia 24 será a vez de o Auditório Carlos do Carmo, em Lagoa, receber, às 19h00, Funun Takht, que apresentará músicas e danças de Al-Andalus e Médio Oriente. Silves propõe depois um espetáculo de Melodias de Al-Andalus do grupo Tributo a Al-Saqundi, no dia 2 de março, no Teatro Mascarenhas Gregório, pelas 21h30 e, por último, o Cineteatro Louletano receberá, no dia 23 de março, pelas 21h00, a orquestra Al-Qarawiyin.

Share Button