Feira dos Enchidos de Monchique acontece no mundo do online

O Município de Monchique vai assinalar a data da Feira dos Enchidos com a realização de um certame nas redes sociais (Facebook, Youtube e Instagram). Esta iniciativa decorrerá no dia 5 de março, com vários diretos ao longo do dia, sobre as atividades habitualmente presentes neste evento.

A vereadora Helena Martiniano adiantou ao Jornal de Monchique que, “como a situação pandémica se apresentou muito instável no país e no mundo, o planeamento não avançou com receio de que fôssemos obrigados a cancelar a iniciativa”.

No entanto, para não deixar passar esta tradição, a Feira dos Enchidos vai-se realizar de uma forma diferente. “Isto não é a feira propriamente dita, é o assinalar da data deste evento através do digital”, esclarece a autarca. Numa iniciativa criada para dar a oportunidade aos participantes de se apresentarem ao público, Helena Martiniano revela um desenvolvimento de parcerias para levar esta ideia para a frente, visto que “falámos com os produtores de enchidos de Monchique, com associações dedicadas aos ofícios do mel, da melosa e do medronho e com os artesãos locais. Dessa forma, foi-nos possível perceber quais estariam disponíveis para uma entrevista sobre a área em questão”.

A feira decorrerá nas redes sociais do município e das freguesias, com diretos às 10h00, 12h00, 13h30, 15h30 e 18h00. Sobre este tópico, a vereadora explica que “fomos à loja do mel e do medronho para saber que seria possível fazer um direto a partir deste local dedicado aos produtores de melosa e mel, e teremos também outro a partir da casa do medronho, em Marmelete, sendo que esse será dedicado aos produtores de aguardente. Quanto à promoção dos artesãos, estes terão a oportunidade de mostrar os seus ofícios numa emissão realizada a partir do centro de artesanato, na Foia. Alguns artífices que estejam lá a expor o seu trabalho participarão na mesma”. Uma vez que, como adianta a autarca, “a câmara não promoveu a mostra gastronómica, os enchidos e os pratos tipicos serão, igualmente, divulgados.” Os diretos ficarão disponíveis para os espetadores que desejem rever estes momentos, mas o membro do executivo revela que “não foi determinado se estes serão utilizados no futuro como forma de promoção”.

No que diz respeito à aquisição dos produtos presentes nos diretos, a vereadora esclareceu que esta “não poderá ser feita de uma maneira convencional. Contudo, os contactos dos produtores, doceiros, artesãos ou padeiros serão exibidos em rodapé. Também será feita uma compilação dos contactos fornecidos pelos participantes, que ficarão disponíveis no site da câmara. Desta forma, os interessados poderão falar diretamente com o fabricante e adquirirem as iguarias e os bens que desejem”.

Em relação ao futuro desta iniciativa, Helena Martiniano garante que, “no próximo ano, em princípio, já se equaciona a realização de uma feira dos enchidos presencial como as que eram realizadas anteriormente”.

Diogo Petreques

Share Button