CMM manifesta pesar pelo falecimento do cónego Firmino Dinis Ferro

A Câmara Municipal de Monchique (CMM) emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do cónego Firmino Dinis Ferro, ocorrido ontem, dia 14 de janeiro.

Enquanto responsável pelas Paróquias Monchiquenses entre 1974 e 1989, o cónego «marcou de forma incontornável a vida de um sem número de monchiquenses no exercício do seu ministério pastoral», bem como pela «sua atuação no apoio aos mais desfavorecidos, no apoio aos grupos de jovens católicos, nomeadamente aos Escuteiros e Guias de Monchique».

«Foi um obreiro por natureza, recuperou Igrejas e capelas de Monchique e aumentou o património eclesiástico como é o caso do Centro Paroquial de Monchique. Como professor, a sua personalidade ficou eternizada na memória de tantas mulheres e homens de Monchique que com ele aprenderam e partilharam momentos das suas vidas», acrescenta a edilidade.

O Município de Monchique estará presente nas suas exéquias fúnebres, através de Rui André, presidente da CMM e de Fernando Várzea, presidente da Assembleia Municipal. A CMM disponibilizou ainda um autocarro para que vários munícipes se pudessem despedir «de figura tão marcante na vida social do concelho de Monchique».