Associação Teia D’Impulsos distinguida novamente com o selo de Marca Entidade Empregadora Inclusiva

A Associação Teia D’Impulsos voltou a ser distinguida com o selo de Marca Entidade Empregadora Inclusiva, uma iniciativa do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

A 4ª edição da Marca Empregadora Entidade Inclusiva avaliou a adoção de políticas e práticas inclusivas, por parte das entidades empregadoras, durante os anos de 2021 e 2022. A distinção é, assim, atribuída de dois em dois anos e já em 2021 a Associação Teia D’Impulsos se candidatou pela primeira vez à iniciativa e foi uma das entidades distinguidas.

Em 2023 foram submetidas 162 candidaturas, um aumento de 23% face à última edição, o que resultou em 54 entidades distinguidas com a Marca Entidade Empregadora Inclusiva, por todo o território nacional, apenas duas das quais na região do Algarve: a Teia D’Impulsos e a Existir – Associação para a Intervenção e Reabilitação de Populações Deficientes e Desfavorecidas.

As entidades foram avaliadas nos domínios do recrutamento, desenvolvimento e progressão profissional, manutenção e retoma de emprego, acessibilidades e serviço e relação com a comunidade, explica a Teia D’Impulsos na nota enviada às redações.

Luís Brito, presidente da Teia D’Impulsos, afirma: “A Marca Empregadora Inclusiva é um título atribuído pelo IEFP a entidades empregadoras que têm uma preocupação acrescida e desenvolve ações que promovem a inclusão quer no âmbito de trabalho quer na comunidade da sua área geográfica. Pela segunda vez consecutiva, a Teia D’Impulsos vê reconhecidas as suas políticas e ações que promovem a inclusão internamente e junto da comunidade algarvia.”

A associação tem vindo a investir na melhoria das acessibilidades da sua sede, no Espaço Raiz em Portimão, com destaque para a sua Horta Sensorial que foi pensada e construída para todos, independentemente das suas necessidades, características e competências, informa a associação.

Foram também tidos em conta todos os seus projetos que promovem a inclusão, entre os quais, em termos desportivos, a Vela Solidária com a sua Escola de Vela Adaptada que, inclusive, já formou campeões mundiais e o ECOS – Oficina de Dança Inclusiva destinada a crianças, jovens e adultos com e sem deficiência.

Ao nível social, a associação destaca ainda o projeto FICA – Férias Inclusivas para a Comunidade Algarvia que, desde 2018, proporciona umas férias de verão com experiências diferenciadoras a crianças e jovens com deficiência, e o HELP – Apoio ao Cuidador com a mesma valência, mas em momentos esporádicos ao longo de todo o ano, e cuja ambição para o futuro é a criança de um grupo de cuidadores informais para a partilha de testemunhos.

Share Button