Unidades hoteleiras de Monchique retomam a normalidade

O hotel Macdonald Monchique Resort & Spa volta a abrir portas dia 16 de agosto, uma semana depois de estar encerrado devido ao incêndio que começou no concelho de Monchique no passado dia 3.

As instalações não foram «diretamente afetadas pelo incêndio», a unidade hoteleira está pronta para «receber todos os hóspedes segundo os mais altos standards de qualidade» numa altura em que já foram «feitas as limpezas necessárias».

No mesmo comunicado, o Macdonald Monchique Resort & Spa explica que «apesar de em nenhum momento o hotel ter estado em perigo eminente, a direção decidiu realojar os hóspedes noutras instalações hoteleiras do Algarve para que pudessem continuar as suas férias em segurança, longe da área afetada pelos incêndios».

A unidade hoteleira dedicada ao «bem-estar, ao corpo e à alma» dispõe de «185 suites de luxo, duas piscinas exteriores, uma para os adultos e outra para as famílias, bem como uma enorme variedade de tratamentos no Sensorial SPA». «O resort também apresenta uma ótima e variada oferta gastronómica coordenada pelo Chef Luís Batalha».

Os preços em agosto «começam nos 160€, para duas pessoas e por noite, numa suite com pequeno-almoço», sendo que o «Macdonald Monchique Resort & Spa reafirma a sua vontade de dinamizar esta região, sobretudo agora, que a economia local e a população precisam de apoios à revitalização e ao regresso do turismo à Serra de Monchique».

A Villa Termal das Caldas de Monchique já abriram portas ontem, dia 13 de agosto, depois de ter sido evacuada devido ao incêndio. De acordo com a direção da unidade hoteleira «estão garantidas as condições de segurança do local e das vias de acesso que possibilitam às termas retomar a atividade normal, com todos os serviços e facilidades a funcionar em pleno».

«A direção da Villa Termal Caldas de Monchique Spa Resort está solidária com as pessoas, povoações e empresas afetadas por este terrível incêndio e confiante na recuperação da região, seus habitantes e recursos», reforçou a empresa, que deixou ainda o seu agradecimento aos «membros da Autoridade Nacional de Proteção Civil, bombeiros, Instituto Nacional de Emergência Médica, forças de segurança e outros operacionais no terreno pelos extraordinários esforços na luta contra o fogo e no apoio às populações».

Nem a Villa Termal, nem outras unidades hoteleiras  e residências foram atingidas pelas chamas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *