«Tudo numa noite» promete espetáculo, comida e medronho em Monchique

«As Noites das Facas Longas» começam amanhã, dia 15 de março, em Monchique, com a exibição do primeiro de dois espetáculos sob a direção artística de Giacomo Scalisi.

A primeira peça, com textos da autoria de Sandro William Junqueira, «Tudo numa noite», retrata o tempo em que é desvendado «o drama trágico-cómico-não-burguês das duas famílias equidistantes em terras e riquezas, inimigas pelo medronho: os Monteiro e os Capote», explica o programa do Lavrar o Mar, que organiza este evento com a parceria do município de Monchique.

À semelhança do que aconteceu na edição passada, a «descoberta dos rituais alquímicos da destilação do medronho, o ritmo das histórias e suas músicas, acompanhadas de bailes serranos, onde não faltará medronho nem comida», serão garantidos neste espetáculo, que conta com a «aparição do terceiro personagem, Ezequiel e o fim da saga deste Romeo e Julieta Monchiquense», nota a organização.

Sob direção técnica de Joaquim Madail e com interpretação de Estêvão Antunes, Rita Rodrigues e Pedro Frias, esta peça vai estar em Monchique até 18 de março, com ponto de encontro e partida no Heliporto
Municipal, pelas 19 horas em transporte gratuitopara portadores do bilhete.

Entre os dias 22 e 25 de março «As Noites das Facas Longas» exibem-se em Marmelete, no espetáculo «Serra», com textos da autoria de Afonso Cruz. O ponto de encontro na Casa do Medronho, Rua de Aljezur. O transporte também é gratuito para portadores do bilhete a partir do Heliporto de Monchique.

Os bilhetes têm um custo de 10€ e incluem uma refeição ligeira e provas de medronho, num espetáculo com, aproximadamente, três horas e meia de duração.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *