Rota Vicentina pretende chegar a Lagos com novos trilhos

A Rota Vicentina vai expandir-se até Lagos. De momento, já estão a ser recolhidos contributos para a definição do trilho.

As sessões públicas para a apresentação do projeto estão a decorrer e tiveram lugar na cidade de Lagos, no dia 8 do presente mês de junho.

Localizada a sudoeste de Portugal, a preservação da Costa Alentejana e Vicentina destaca-se na zona costeira a sul da Europa. A Associação Rota Viventina tem a responsabilidade de, segundo a mesma, «investir na sua proteção, enquanto construímos uma oferta turística baseada no modo de vida local, nas paisagens, nos produtos da região, nos serviços de qualidade e no bem-estar da comunidade».

Gestora de uma rede de percursos com 450 km para caminhar, a Rota Vicentina «desafia o país e o mundo a pensar a sério nos caminhos da sustentabilidade». A presidente da direção da associação, Marta Cabral, reforça que «é possível unir uma região num projeto comum. Um projeto ecológico, sustentável e integrado».

Na sessão de apresentação do projeto, foram facultados alguns dados respeitantes a 2017, tendo sido contabilizados contabilizados 23 mil caminhantes, com destaque para o trilho Porto Covo – Odeceixe.

O trilho de Lagos – Sagres ainda não está definido sendo que estão atualmente a recolher contributos e sugestões. Marta Cabral deu ainda a conhecer os novos recursos e investimentos feitos para oferecer no decorrer deste ano, com destaque para os «300 km de novos percursos pedestres, incluindo percursos circulares e melhorias no Trilho dos Pescadores; experiências culturais e visitas com a comunidade local, que representam a identidade tradicional e contemporânea da região; turismo acessível, com utilização dos trilhos por turistas com mobilidade reduzida e uma extensa rede de trilhos de BTT».

A associação «prevê-se que o futuro trilho de Lagos possa apresentar um número superior ao do trilho Porto Covo – Odeceixe» e que a inauguração aconteça ainda durante este ano.

 

@Foto de destaque: Sul Informação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *