Rota do Petisco abrange 13 concelhos algarvios na sua 10.ª edição

Falta menos de um mês para o início da 10.ª edição da Rota do Petisco. O evento vai ter lugar entre 11 de setembro e 11 de outubro e propõe uma «odisseia gastronómica» por mais de duas centenas de restaurantes, distribuídos por 13 dos 16 concelhos algarvios.

À semelhança dos anos anteriores, a Rota do Petisco permite a degustação de diversos petiscos e doces regionais, por valores entre os 2€ e os 3 €, respetivamente.

De acordo com a Associação «Teia DÍmpulsos», entidade organizadora do evento, «a Rota do Petisco inclui ainda uma ementa alternativa com opções para os foodies mais novos, a Rota dos Môces Pequénes, e uma ementa de autor, a Rota dos Chefs, com degustação de pratos confecionados por alguns dos mais conceituados chefs da região, tendo por base os sabores locais».

Os interessados em participar nesta viagem gastronómica devem adquirir um passaporte que pode ser obtido nos estabelecimentos aderentes ou através da Associação Teia D’Impulsos. O passaporte de acesso terá um custo de 1,50 €, sendo esse valor remetido «na íntegra para diferentes projetos sociais locais que foram selecionados para serem apoiados por esta Rota Solidária», acrescenta a organização.

Nesta edição da Rota do Petisco, todos os participantes estão habilitados a ganhar prémios. Para isso, têm de coletar doze selos no seu passaporte e candidatar-se ao sorteio que decorrerá no final do evento, onde serão atribuídos os vários prémios a concurso. Os selos são adquiridos durante o petisco nos estabelecimentos aderentes.

«Inspirada nos produtos locais e nas tradições gastronómicas da região, a Rota do Petisco celebra a gastronomia algarvia e convida a visitar o Algarve, num período em que o final do verão ainda convida a momentos de convívio fora de casa, entre familiares e amigos», explica a Teia D’Impulsos.

O evento, que pretende «revitalizar a restauração local e impulsionar a economia do Algarve», apresenta, para a edição de 2020, o lema «Faça-se à Rota e petisque em segurança», que obriga também ao cumprimento de um Plano de Contingência por parte de todos os intervenientes.

Para Luís Brito, presidente da Associação Teia D’Impulsos, «a Rota do Petisco chega, em 2020, com um significado de perseverança importante, voltando às suas origens de importância económica perante a restauração e comércio local, oferecendo aos participantes uma experiência segura de alívio, convívio e rica em gastronomia. Com mais um concelho (Loulé), este ano a Rota do Petisco é a prova de que o Algarve está vivo com esperança e garra de ultrapassar os momentos mais difíceis em segurança».

 

Sobre a Rota do Petisco – informação de 2020

A Rota do Petisco é um projeto de cariz cultural e recreativo com origem na cidade de Portimão que consiste num roteiro gastronómico, envolvendo diversos estabelecimentos de restauração organizados por zonas geográficas distintas. A decorrer desde 2011, a Rota do Petisco tem crescido de ano para ano.

Com uma adesão de 31 estabelecimentos de Portimão na primeira edição, a Rota regista em 2020 a maior abrangência de sempre, com 231 restaurantes aderentes, distribuídos por 13 concelhos do Algarve: Aljezur, Vila do Bispo, Lagos, Portimão, Silves, Monchique, Lagoa, Albufeira, Loulé, Faro, Olhão, São Brás de Alportel e Tavira. Dinamizado pela Associação Teia D’Impulsos (TDI), com o apoio de várias entidades locais públicas e privadas, a Rota do Petisco visa a promoção da restauração e do comércio local, a divulgação da gastronomia tradicional do Algarve, bem como a revitalização das localidades aderentes através de animação social e cultural e o enriquecimento da oferta turística da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *