O Nostálico

Comecei hoje o dia com uma pequena discussão, saudável, com um colega de trabalho transmontano. Dizia ele que castanhas em Portugal, só mesmo em Trás-os-Montes!

Percebi perfeitamente que se tratava de um celta ou suevo, e que do sul de Portugal pouco conhecia! Ou melhor, provavelmente apenas conhecedor do verão e das praias cheias no litoral algarvio…

Perguntei-lhe se conhecia Monchique e as suas castanhas? E se não queria um dia conhecer um local que até oferecia melhores enchidos do que as “suas” alheiras!

Brincadeiras à parte, Monchique trata-se mesmo de um local singular com inúmeros motivos e diferentes locais para ser visitado. E mais um ano em que com as primeiras chuvas de Outono imagino que apenas poderei sonhar com o sabor dos deliciosos cogumelos que apanhava com os meus amigos por esta data em diferentes locais da serra de Monchique. Já diziam os Trovante; “Ai! Saudade…”

A política em Portugal continua no seu melhor, e como se previa o resultado das últimas eleições legislativas, decidi com os meus amigos João Paulo e Rui Patrício aproveitar a convocatória dos nossos amigos Mickey, Donald e Pateta, e deslocarmos as famílias ao país da fantasia! Fizemos a delícia dos mais pequenos e de nós próprios, e quando associamos a fantasia à realidade política do nosso país e da nossa terra, rapidamente nos lembramos dos irmãos Metralha, do Pinóquio e do Peter Pan…

Decididamente precisámos de novos políticos! De novas ideias! Continuam a brincar com quem não tem culpa de tanta asneira cometida no passado!

Não se entende como é possível ouvir do líder do PS, o mesmo que afastou da liderança de uma forma deselegante o seu antecessor, algo como: “Existem pessoas que não aceitam as derrotas.” Mas, estamos a brincar ou quê? Não foi ele que ficou em 2.º lugar? Não foi ele que apresentou um programa de governo totalmente oposto ao que os dois partidos à sua esquerda apresentaram? Ou será que estamos a presenciar algo similar com alguém que tem sede de poder?

Quem quiser pensar que estas considerações têm a ver com o facto de ele ser o líder do PS e de eu fazer parte da bancada do PSD na Assembleia Municipal de Monchique está totalmente enganado! Estava farto da coligação e dos líderes dos partidos que a compunham! Preferia ver homens como Rui Rio à frente do PSD! Preferia ver homens com provas dadas na política e principalmente na sociedade civil à frente dos maiores partidos do nosso país! Mas, por favor, quando Guterres ganhou umas eleições sem maioria, e até mesmo quando o ex-preso Sócrates venceu sem maioria, existiu bom senso por parte de quem realmente perdeu as eleições, como António Costa que as perdeu agora há poucos dias, decidindo viabilizar governos minoritários, mas escolha principal dos eleitores Portugueses! Numa só palavra, palhaçada!

Para terminar, e com muita pena, sou obrigado a escrever o que já suspeitava. Rui Vitória não tem “mãos” para o maior clube de Portugal, Sport Lisboa e Benfica, e o vizinho da 2.ª circular estará mais próximo de lutar com o clube das Antas pelo título de Campeão Nacional. S. Comédia de P. contra o F. Corrupção do P…

Mais uma vez, vou virar-me para a nossa Seleção Nacional de futebol, e para o sucesso que espero possa vir a ser realidade, junto de tantos emigrantes Portugueses em França. Sendo assim, despeço-me com o grito de guerra do grupo “Armandos”, “Sampre en Fran!”