Movimento cívico «Ajuda Monchique» apoia vítimas do incêndio

O movimento «Ajuda Monchique» tem um centro de apoio à população, que se encontra sediado na Escola Básica Manuel do Nascimento, em frente ao quartel dos bombeiros voluntários, com uma equipa composta por voluntários. Este movimento cívico surgiu por iniciativa de um grupo de cidadãos durante o incêndio.

Este centro está a ser coordenado por Joana Martins, que tem «experiência em gestão em situações de emergência e projetos de desenvolvimento em países como Moçambique (onde reside)» e dispõe dos «conhecimentos necessários para saber como atuar e conseguir rapidamente ajudar as pessoas afetadas, com necessidades emergentes», explica a nota de imprensa.

O trabalho neste centro tem sido desenvolvido em «estreita colaboração com o Município de Monchique e as Juntas de Freguesia do concelho, sendo coordenado e dinamizado por voluntários». Os donativos entregues são processados e inventariados para que se possa proceder à sua distribuição.

A escola está preparada para «acolher as pessoas vítimas dos incêndios, procedendo à sua triagem e encaminhamento, caso haja essa necessidade, para o Centro de Saúde, Segurança Social ou Assistência Social do Município».

Até ao momento «tem sido possível ainda contar com diversos recursos humanos, quer de profissionais de saúde na área da psicologia, quer de terapeutas de diversos ramos das medicinas complementares, que se revelam fundamentais no apoio direto às pessoas mais vulneráveis».

Em breve irá abrir, no Alferce, um centro de apoio aos habitantes daquela localidade para permitir uma «ajuda mais direta à população desta zona extremamente afetada pelos incêndios».

O movimento «Ajuda Monchique» tem disponível uma página online onde se encontram todas as informações necessárias sobre o apoio que pode ser prestado às vítimas. Através do preenchimento de um formulário são recolhidos dados que têm sido encaminhados para o Município e outras entidades. Nesta plataforma ficam ainda registadas todas as doações e iniciativas de ajuda.

Entre as várias formas de ajudar encontram-se as seguintes:

–  Apadrinhamento de famílias ou indivíduos que perderam as suas casas, através de recursos, bens ou tempo para ajudar. Assim, a pessoa que dá fica diretamente em contacto com alguém que necessita.
Alojamento temporário para pessoas que necessitem de um espaço para viver enquanto as suas habitações não oferecem as condições básicas para tal, ou para voluntários que venham de outras regiões para colaborar no terreno.
Alojamento permanente para pessoas ou famílias desalojadas.
Donativos em géneros, sendo que a lista de necessidades é evolutiva e deve ser consultado o website para verificar os dados atualizados (consulte o site aqui).
Voluntariado, através do formulário de inscrição na plataforma, indicando a área de intervenção em que gostaria de participar.

Na mesma nota de imprensa é salientado que os donativos monetários podem ser feitos a associações locais, como  A Nossa Terra (Associação Ambiental), Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monchique, N’ArteCicus (Associação Profissional dos Artesãos e Artistas Plásticos de Monchique) ou Espiral de Vontades (Associação de Apoio a Desfavorecidos), existindo, ainda, uma conta solidária criada pelo Município.

No entanto, o «Ajuda Monchique» alerta que «não se responsabiliza pela gestão dos donativos para estas associações, ou outras entidades, devendo para isso ser contactada cada entidade».

Para mais informações pode consultar a plataforma em www.ajudamonchique.com, utilizar o email ajudamonchique@gmail.com e também pode acompanhar as notícias através da página facebook https://www.facebook.com/ajudamonchique/ ou juntar-se ao grupo https://www.facebook.com/groups/ajudamonchique/about/.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *