Morreu José David Lopes, o jornalista, o amigo

Sempre que vinha a Monchique, José David Lopes fazia questão de visitar o Jornal de Monchique, perguntar como iam as coisas e dar uns dedos de conversa. A ele se devem muitos ensinamentos sobre jornalismo que nos ajudaram na formação do que hoje somos.

José David Lopes nasceu em Monchique há 75 anos, filho de José Albano, conceituado comerciante local. Aos 26 anos abandona os estudos universitários e abraça a profissão de jornalista para toda a vida. A sua dedicação ao Diário de Notícias, onde “desempenhou todas as outras funções” à exceção de diretor e a lealdade que era seu apanágio são realçadas em artigo do DN sobre o seu desaparecimento. O seu colega José António Santos classifica-o mesmo como “um dos melhores jornalistas da sua geração”.

José David Lopes morreu no sábado, dia 28, no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, vítima de cancro. O velório terá início às 17 horas de domingo na Igreja de São Jorge de Arroios, em Lisboa, e o funeral realizar-se-á na segunda-feira, às 12 horas, para o cemitério do Alto de São João.

 

 

Foto de destaque: José David Lopes na redação do Diário de Notícias, em 1996 (Arquivo do DN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *