Monchique recebe Jornadas técnicas da «Semana Cultural – Lugares de Globalização»

A «Semana Cultural – Lugares de Globalização» arrancou, no dia 16 de março, com um seminário sobre os temas «Fundamentos, Multiculturalidade, Cooperação e Turismo». Entre os dias 19 e 22, Silves e Monchique recebem as «Jornadas técnicas» enquadradas neste evento.

Silves recebeu ontem, dia 19, a primeira jornada com o tema «Novas tendências no Turismo Cultural. Da visitação à promoção de experiências: construção de conteúdos». Esta foi uma «reflexão sobre a importância de introduzir inovação na construção de conteúdos de suporte à visitação, interpretação do património e transmissão do património material e imaterial associado aos lugares», explica o programa enviado pela Vincentina, associação organizadora do evento.

Hoje, pelas 14h30, no Museu Municipal de Arqueologia, realiza-se a segunda jornada – «Novas tendências no Turismo Cultural. Novas tecnologias ao serviço dos equipamentos e atividades culturais», com o objetivo de fomentar a troca de experiências sobre a associação de novas tecnologias à visitação e experimentação de conteúdos culturais. Nesta sessão, sobre o tema «O Museus envolvente. Interação e narrativa», Mário Vairinhos da Universidade de Aveiro tomará a palavra, assim como Pedro Pereira, Diretor Geral da byAr abordará o tema «Orientações técnicas na construção de conteúdos para visitantes». As «Novas tecnologias: potencialidades para transmissão de conteúdos» será tratado por Miguel Oliveira da Edigma.

As 3.ª e 4.ª Jornadas vão ser realizadas em Monchique, nos dias 21 e 22 de março, pelas 14h30. Cada jornada tem uma duração prevista de 3 horas.

«O serviço educativo aliado aos equipamentos culturais e de patrimónios» são o mote para a sessão do dia 21, em que se tratarão as «metodologias inovadoras para dinamização de serviços educativos, associados ao património e cultura, visando a apropriação comunitária dos valores culturais materiais e imateriais dos territórios».

Catarina Oliveira do Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela/Câmara Municipal de Vila Real de Santo António irá explorar o tema «Território, Pessoas e Património. Experiências educativas a partir do Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela»; Artur Jesus do Município de Vila do Bispo apresentará «o projeto Municipal Património Local – nas escolas no âmbito das atividades extracurriculares – AEC´s» e Alexandra Pires do Museu de Loulé tratará o tema «Criatividade, Educação e Museus».

Na serra de Monchique, o segundo dia de Jornadas vai-se focar nos «Modelos de gestão do patrimónios e turismo», sendo que este visa «promover a reflexão sobre modelos de gestão e a sua adequação/ adaptação à atividade turística». José Gameiro, diretor científico do Museu de Portimão e Catarina Valença Gonçalves, em representação do SIPRA, irão tratar dos temas «Que gestão para o património?» e «Descentralização da gestão patrimonial em Portugal», respetivamente.

Estas iniciativas são dirigidas a «gestores do património cultural, gestores de espaços culturais, profissionais na área da cultura e do turismo do sector publico e privado e público em geral, com interesses na área do turismo e do património material e imaterial, na criação de produtos turísticos, mediação cultural e a sua articulação com as diversas áreas artísticas».

As jornadas vão decorrer até ao dia 24 de março e abrangem os concelhos de Aljezur, Lagos, Monchique, Silves e Vila do Bispo. Além destas sessões, estão calendarizadas atividades nas áreas artísticas como teatro, dança, videomapping, concerto, espetáculos de rua e exposições. A entrada é livre em equipamentos culturais.

Para mais informações sobre os eventos a decorrer no Algarve, os mesmos podem ser consultados no ficheiro abaixo.

Calendário da Semana Cultural Lugares de Globalização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *