Livro editado pela Direção Regional de Cultura reúne lendas e tradições de Monchique

O livro de Cláudia Diogo, intitulado «Lendas e outras memórias de Monchique – História, Tradição e Oralidade», foi apresentado em Monchique, no passado dia 23 de outubro, pelas 17h30, no Restaurante Fonte dos Chorões. A iniciativa contou com a presença da autora do livro, da historiadora Natércia Magalhães, de Alexandra Gonçalves, Diretora Regional de Cultura do Algarve (DRCAlg) e de Rui André, presidente da Câmara Municipal de Monchique (CMM).

Esta publicação é o resultado do trabalho de investigação que Cláudia Diogo desenvolveu no âmbito da sua tese de mestrado em História e consiste em textos que visam refletir as memórias e os costumes da serra de Monchique. Segundo a autora, o livro apresenta «os aspetos da história local e regional e aborda diversos períodos históricos que marcaram o concelho ao longo dos anos, como o surto pneumónico, as lutas liberais e a época árabe».

Para além de incluir histórias sobre personagem marcantes do concelho, como Joaquim Inês, no livro de Cláudia Diogo também figuram lendas que têm como pano de fundo vários locais emblemáticos de Monchique, como fontes, penedos e até edifícios religiosos, entre os quais se destacam a Igreja Matriz, o Convento de Nossa Senhora do Desterro ou a Ermida de São Sebastião. Também o Barranco dos Pisões e o Sítio do Castelo do Alferce aparecem relatados no livro, associados a lendas sobre medos e entidad26_livro lendases míticas, como bruxas e zorras.

Alexandra Gonçalves frisou que o livro «é uma forma de valorizar, não só as tradições de Monchique, mas também todo o património oral e imaterial do Algarve, que é o reflexo da identidade cultural da região».

Para Rui André, esta publicação faz uma reflexão da forma «como as pessoas viam as coisas» e considera que «quem ler o livro irá estar em contacto com uma espécie de testamento que nos foi deixado no passado», salientando a importância «das novas gerações não poderem deixar morrer este importante testemunho para memória futura». O edil monchiquense acrescenta ainda que «esta é uma forma de homenagear as pessoas que fazem uma vida de trabalho e dos seus percursos de vida, pelo que o livro vai trazer todos esses valores para a memória futura».

O livro é editado pela da Direção Regional de Cultura do Algarve, no âmbito da linha editorial que integra a coleção «Algarve Obras Temática» e conta com o apoio da Biblioteca da Universidade do Algarve (UAlg) e da CMM.

Cláudia Diogo nasceu em Lisboa em 1967, tendo residido durante a sua infância em Almada e em Faro. Licenciou-se em Ciências da Comunicação e realizou um mestrado em História, iniciando a sua atividade profissional como jornalista em Macau. Atualmente, reside em Monchique, é docente universitária e desenvolve outros projetos nas áreas do marketing e artes visuais.

Texto e foto: Ana Mateus

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *