Lagos inaugurou quatro exposições que podem ser visitadas até final do ano

O Dia do Município de Lagos foi assinalado no passado dia 27 de outubro com a inauguração de quatro exposições temporárias que estarão patentes em diversos espaços do concelho, até final do ano.

As exposições inauguradas foram «Gentes de Outros Tempos – 2ª edição» e «Horizontes Quadrilaterais», que podem ser visitadas no Centro Cultural de Lagos, «Olhares de Lacobrigenses», em exibição na Fototeca Municipal e ainda «Carlos Cabral – 50 anos de Glórias Desportivas», organizada pela Lagos em Forma e aberta ao público no Estádio Municipal.

As duas mostras expostas no Centro Cultural foram apresentadas por Paulo Morgado, presidente da Assembleia Municipal e Maria Fernanda Afonso, vereadora da Cultura, que relembrou a importância da segunda edição de «Gente de Outros Tempos», uma vez que «homenageia a nossa gente, a gente de Lagos, e que este ano em concreto, vem mesmo ao encontro do espírito e filosofia deste Dia do Município – homenagear e valorizar as pessoas.»

Francisco Castelo, responsável por esta exposição, explicou que a partir dela «é possível lembrar ou conhecer pessoas de Lagos, mostrando as suas feições, ou seja, o rosto daqueles de quem apenas conhecemos os nomes transportados pela tradição oral ou evocados na toponímia da cidade».

“Olhares de Lacobrigenses” O paradigma fotográfico vai mudando por força da evolução tecnológica e das abordagens diferentes que ela permite, a par das novas intuições sobre comunicação por imagem interpretadas pela sensibilidade singular de cada autor. Os “olhares” de Cristina Palma Moreira, Daniel Fonseca, Francisco Castelo, João Ventura, Madalena Alves, Maurício Sintra, Pedro Noel, Rui Glória e Sofia Portela mostram essa variedade de sensibilidades e abordagens na representação que fazem do mundo fotografado.
“

Ainda no Centro Cultural está patente «Horizontes Quadrilaterais», que foi apresentada por Henryka Woerle, uma das artistas participantes nesta exposição. De acordo com a Câmara Municipal de Lagos (CML), «as interpretações quadrilaterais da realidade manifestam-se nas obras das quatro artistas (Anna Bieler / Alemanha), Di Della Pace / Canadá), Henryka Woerle / Polónia) e Susana de Medeiros / Portugal) – nas formas, nas cores, na plasticidade que utilizam e na tentativa de descrever e transcrever visualmente os seus próprios universos».

Na Fototeca Municipal está patente a exposição «Olhares Lacobrigenses», que tem por objetivo «mostrar a fotografia na sua expressão mais artística», explica Francisco Castelo, responsável por aquele espaço. «Os olhares de 9 fotógrafos mostram essa variedade de sensibilidades e abordagens na representação que fazem do mundo fotografado», lembra ainda Francisco Castelo, que se congratula por ver inaugurada «a verdadeira vertente e finalidade para a qual a sala do 2.º andar da Fototeca foi criada: trazer os fotógrafos, especialmente os mais novos, a dar a conhecer o seu trabalho».

Finalmente, no Estádio Municipal está a exposição «Carlos Cabral – 50 Anos de Glórias Desportivas», a qual, segundo a CML, «dá a conhecer o percurso desportivo de um dos mais medalhados atletas de Lagos».

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *