Lagoa expõe documentos que levaram à criação dos concelhos algarvios

«A Identidade do Algarve: forais, alvarás e cartas régias» é o título da exposição que estará patente de 16 de janeiro a 26 de fevereiro, no Convento de São José, em Lagoa, e levará os visitantes numa viagem pelas estratégias políticas para a organização administrativa da região.

Esta mostra é um dos eventos programados pela Câmara Municipal de Lagoa (CML) para assinalar o tema escolhido em 2016 – A Nossa Gente a Nossa Identidade – e realiza-se em parceria com a Rede de Arquivos do Algarve (RAalg).

De acordo com a CML, a exposição irá dar «a conhecer a evolução da administração régia da região e a consequente formação dos concelhos que integram o distrito de Faro, que começou na segunda metade do século XIII, apenas se concluindo já no período republicano». A reprodução dos exemplares originais da documentação que levou à criação dos atuais 16 concelhos algarvios vai permitir que o público identifique «uma faceta da história desta região, com os interesses sociais, económicos e políticos que prevaleceram na delimitação geográfica administrativa ao longo dos tempos», acrescenta a edilidade.

Os visitantes poderão estar em contacto com três tipos de documentos governativos, nomeadamente, os forais, utilizados em Portugal para estabelecer um concelho e regular a sua administração; os alvarás, também caracterizados como licenças reais ou decretos régios e, finalmente, a carta régia, que consiste num documento oficial assinado pelo monarca.

«A exposição da RAalg tem por missão a valorização dos arquivos como sistemas de informação essenciais às organizações, promover a preservação, gestão e divulgação do património arquivístico algarvio, através da criação de projetos com qualidade técnico-científica no âmbito da arquivística, refletindo boas práticas, normalização e capacidade de concretização», conclui a CML.

15_exposição Lagoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *