Kartódromo Internacional do Algarve é, mais uma vez, a capital mundial do karting

O Kartódromo Internacional do Algarve é, mais uma vez, a ‘capital mundial do karting’ ao acolher pela quarta vez as finais mundiais Rotax (Rotax Max Challenge), evento que cumpre aqui o seu 22.º aniversário.

Na sua quinta visita a território português, a competição regressa ao sul de Portugal depois de por aqui ter passado em 2012, 2015 e 2017, deparando-se de novo com os desafiantes 1531 metros de perímetro de uma pista que recebe 394 pilotos – a maior representação de sempre nas finais RMC – oriundos de 60 nações e que integram uma comitiva cerca de duas mil pessoas, entre elementos das equipas e organização do evento e acompanhantes dos pilotos que desde a passada semana se instalaram na região de Portimão não só para acompanhar o evento, mas também para descobrir o Algarve numa época de menor fluxo turístico na região, gerando um total de 20 mil room nights. Um estudo económico prevê que este evento possa trazer um volume de negócio para a região na ordem dos 4 milhões de euros.

No total são oito as classes em competição: E20 Junior, E 20 Senior, Micro Max, Mini Max, Junior Max, Senior Max, Max DD2 e DD2 Master, categorias que utilizam chassis oriundos de três construtores distintos: Sodikart, Praga by IPK e BirelART.

As Finais Mundiais Rotax contam este ano com a participação de dois ex-pilotos de F1. Rubens Barrichello, um amante confesso de todo o complexo do Autódromo Internacional do Algarve, que garantiu o seu lugar no campeonato de Rotax nos Estados Unidos, estará a correr na classe DD2 e a apoiar o filho, Dudu Barrichello a competir na classe Rotax Max. Também vindo do brasil, temos o ex-piloto de F1, Antonio Pizzonia, que também se classificou para o Mundial em competições nos Estados Unidos, a correr na classe DD2 Master. Os pilotos fazem sucesso junto das jovens promessas, que não perdem uma oportunidade para conversar e absorver o conhecimento dos seus ídolos.

Dez serão os pilotos portugueses em prova, divididos por sete das oito classes em competição. Com condições de performance idênticas para todos os pilotos os lusos terão aqui uma excelente oportunidade para mostrar toda a excelência de pilotagem mundialmente reconhecida aos pilotos portugueses nas mais diversas disciplinas do desporto automóvel.
E20 Junior
608 – Henrique de Oliveira
E20 Senior
713 – Manuel Martins
715 – João Dias
125 Junior
267 – Tomás Gomes
125 Micro Max
26 – Martim Marques
33 – Ricardo Gonçalves
125 Max DD2
462 – Gonçalo Coutinho
125 Senior Max
367 – Gabriel Caçoilo
125 Mini Max
165 – João Pereira
168 – Afonso Ferreira
Depois de uma semana de intensa de preparação as corridas desta 22.ª edição das grandes finais, a grande finalíssima acontecerá no sábado, dia 26 de novembro.

A competição pode ser acompanhada em directo através do site: https://www.rotax-kart.com/rotax-max-challenge.

Fotos: ©BRP-Rotax

Share Button