Diário da Agricultura e Pescas – 22 de novembro de 2019

GNR intensifica patrulhamento nas explorações agrícolas de todo o país

Fonte: Público

A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai aumentar o patrulhamento nas explorações agrícolas em todo o país, entre 15 de novembro e 31 de janeiro, para prevenir a criminalidade, acidentes com tratores e tráfico de seres humanos, foi anunciado no passado dia 13 de novembro.

Durante a operação “Campo Seguro”, os agentes vão providenciar às comunidades rurais, principalmente aos agricultores, ações de sensibilização de modo a adoptarem medidas de prevenção e proteção contra roubos de produtos agrícolas, como a castanha e a azeitona, mas também de cobre e outros metais não preciosos.

Devido ao número de acidentes com vítimas mortais que envolvem veículos agrícolas, os militares da GNR vão também tentar consciencializar os condutores dos tratores e das máquinas agrícolas das regras de segurança que devem adotar quando estão a utilizar os veículos. No comunicado é referido que para combater a criminalidade transfronteiriça, as ações de fiscalização vão ser feitas em conjunto com a Guardia Civil de Espanha.

 

Valorfito lança campanha para incentivar pequenos agricultores à entrega das embalagens vazias de pesticidas

Fonte: Agricultura e Mar Atual

O Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos em Agricultura, gerido pela Valorfito, leva a efeito uma campanha de sensibilização com o objetivo principal de chegar aos agricultores de minifúndio, nas regiões cuja adesão à entrega das embalagens vazias de produtos fitofarmacêuticos se tem revelado mais difícil.

A Associação Nacional da Indústria para a Proteção das Plantas, responsável pelo Valorfito, vai levar a efeito a campanha de entrega de embalagens de produtos fitofarmacêuticos em parceria com vários municípios e pontos de retoma de embalagens vazias e por forma a incentivar a primeira entrega de embalagens vazias, o Valorfito oferece um par de luvas de nitrilo, próprias para o manuseamento seguro de produtos fitofarmacêuticos.

 

Ministra da Agricultura garante que revisão do traçado do perímetro de rega do Mira é para avançar

Fonte: Agricultura e Mar Atual

A Ministra da Agricultura esteve presente no encontro Regadio 2019, realizado a 6 e 7 de novembro, promovido pela federação nacional de regantes e associação de beneficiários do Mira e garantiu que revisão do traçado do Perímetro de Rega do Mira é para avançar. Segundo a Ministra da Agricultura o Perímetro de Rega do Mira deverá desafetar áreas de maior interesse e sensibilidade ambiental, bem como aglomerados urbanos e rurais. No entanto, as áreas excluídas serão compensadas pela afetação de novas áreas ao Aproveitamento Hidroagrícola do Mira, mantendo-se a área total do mesmo” que é de 12 mil hectares com 94% da área integrada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. .

A ministra da Agricultura destacou ainda que os grandes objetivos do Governo em matéria de regadio são os de promover a requalificação e modernização dos perímetros de rega existentes, tornando-os mais eficientes; e prosseguir com a implementação do Programa Nacional de Regadios e também proceder à revisão do sistema de cálculo do tarifário da água para rega”.

 

*Artigo publicado em parceria com a Rádio Foia. O programa «Diário da Agricultura e Pescas» está no ar de segunda a sexta-feira às 7h00 e às 21h00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *