Diário da Agricultura e Pescas – 17 de outubro de 2019

Comissão Europeia propõe possibilidades de pesca para 2020 no Mediterrâneo e Mar Negro

Fonte: Revista online Agricultura e Mar Atual

A Comissão Europeia adoptou a 8 de outubro a sua primeira proposta sobre as possibilidades de pesca para o Mediterrâneo e o Mar Negro. São várias as espécies que vão ter uma redução de captura, como o salmonete, a pescada e o camarão.

Com esta proposta, a Comissão pretende cumprir com os compromissos políticos assumidos com vista a promover a gestão sustentável das populações de peixes naqueles mares.

As propostas de redução de capturas de pesca, «refletem os esforços e a ambição da Comissão de garantir a viabilidade social e económica dos pescadores que operam na região uma vez que em 2016, 78% das unidades populacionais avaliadas no Mar Mediterrâneo e no Mar Negro foram exploradas para além dos limites biológicos sustentáveis.

No Mar Mediterrâneo será necessária uma redução do esforço de pesca em 2020 para o salmonete, a pescada, o camarão rosa das águas profundas, a lagosta da Noruega, o camarão azul e vermelho e o camarão vermelho gigante. É também introduzido um período de defeso de três meses para os limites de enguia, captura e esforço de pesca para pequenos peixes no mar Adriático e um limite de esforço de pesca para peixes de fundo no mar Adriático.

No Mar Negro, a Comissão propõe limites e quotas de captura de pregado e espadilha. Para a espadilha, a Comissão propõe manter o mesmo limite de capturas que em 2019, ou seja, 11.475 toneladas.

No Conselho de Agricultura e Pescas, em Dezembro (16 e 17 de Dezembro), os Estados-membros determinarão as possibilidades de pesca para 2020 com base na proposta da Comissão.

 

Portugal Insect assinala Dia Mundial do Inseto Comestível a 26 de outubro

Fonte: revista online Agricultura e Mar Atual

Celebra-se a 26 de outubro o Dia Mundial do Inseto Comestível e a Associação Portuguesa de Produtores e Transformadores de Insetos Comestíveis (Portugal Insect) vai promover um debate sobre o tema, na Universidade Nova, em Carcavelos.

De acordo com a organização, o objetivo é «promover a utilização de insetos na alimentação humana, de modo informado e em linha com as orientações do Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, que tem vindo a alertar para a importância de incorporarmos os insetos na alimentação humana como fonte proteica, dado o seu rico perfil nutricional e baixo consumo de recursos no processo de produção.»

Em debate estarão temas como «Inovação Alimentar», «Insetos na alimentação humana: Enquadramento legal na União Europeia», «Produção de insetos para alimentação humana: qual o cenário em Espanha», «Aplicações culinárias com insetos», «Insetopeia – Um Projeto do Outro Mundo» e «Os insetos na ementa do currículo escolar».

 

Calendário Indicativo de Pagamentos das ajudas do Pedido Único, no Continente, relativo à Campanha 2019

O IFAP — Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas informa que desde 31 de julho de 2019 já se encontra disponível o Calendário Indicativo de Pagamentos das ajudas do Pedido Único, no Continente, relativo à Campanha 2019.

Realça o Instituto que este calendário é provisório e está sujeito a alterações decorrentes de situações excecionais.

Com data de 31 de outubro está previsto o pagamento de 75% do valor para as seguintes ajudas: agricultura biológica, produção integrada, conservação do solo, culturas permanentes tradicionais, manutenção da atividade agrícola em zonas desfavorecidas. Em 70% do seu valor está previsto o regime de pagamento base, o pagamento para os jovens agricultores, o regime da pequena agricultura, o pagamento específico por superfície de arroz, o pagamento específico por superfície ao tomate para transformação, o prémio por ovelha e cabra, o pagamento por vaca leiteira e o pagamento do prémio de vacas aleitantes.

O pagamento de perda de rendimento das medidas florestais do regulamento 2328 também está previsto para 31 de outubro a 100%.

 

Artigo publicado em parceria com a Rádio Foia. O programa «Diário da Agricultura e Pescas» está no ar de segunda a sexta-feira  às 7h00 e às 21h00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *