Diário da Agricultura e Pescas – 11 de novembro de 2019

Governo quer alargar sistema de videovigilância florestal a 100% do território nacional

Fonte: Agricultura e Mar Atual

Alargar a 100% do território nacional o sistema de videovigilância florestal é uma das apostas do Governo que se propõe também concretizar a Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva. Tal passará por aumentar a qualificação, especialização e profissionalização dos agentes de proteção civil. Pretende-se ainda estabelecer plataformas e parceria locais para apoio às atividades de proteção civil, reconhecendo o conhecimento e valorizando os agentes mais próximos dos cidadãos.

Ainda no âmbito da Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva é intenção do governo intervir no espaço rural através da diversificação da paisagem e diminuindo a carga de combustível, bem como aumentar a resiliência a cheias, através de bacias de retenção e de infiltração e limpeza dos leitos de água.

A realização de obras hídricas para caudais extremos e aumentar o grau de preparação para as catástrofes, são outras propostas que passam também por fomentar junto dos professores a utilização do Referencial de Educação para o Risco.

Por outro lado, o Governo pretende também instalar pontos de abastecimento destinados ao combate a incêndios em zonas rurais, tirando proveito das infraestruturas geridas pela Águas de Portugal, privilegiando o uso de água residual tratada como fonte hídrica alternativa.
Comissão Europeia propõe possibilidades de pesca para 2020 no Atlântico e no mar do Norte

A Comissão Europeia aprovou a sua proposta de possibilidades de pesca para 2020 relativas a 72 unidades populacionais no Atlântico e no mar do Norte: para 32 delas a quota de pesca é aumentada ou mantida, enquanto para 40 é reduzida. A proposta irá ser apresentada na próxima reunião do Conselho das Pescas a 16 e 17 de dezembro e prevê que a pesca seja realizada de acordo com as avaliações científicas dos stocks e de acordo com a adoção de medidas preventivas quanto às quantidades de peixe existentes.

O objetivo da CE é que exista uma pesca mais sustentável nas águas do Atlântico e do mar do Norte”, declarou o comissário responsável pelo Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas para quem “nos últimos anos se assistiu ao aumento constante do número de unidades populacionais saudáveis e, consequentemente, ao aumento constante dos lucros do setor das pescas, prevendo-se que mercê do empenho dos pescadores 2020 seja outro ano de progresso para a pesca na Europa”.

 

Projeto nacional transforma óleos alimentares usados em detergentes ecológicos

Fonte: revista distribuiçãohoje

Um projeto nacional que transforma óleos alimentares usados em detergentes ecológicos está a ser desenvolvida por 2 empresas e pela Associação Nacional de Conservação da Natureza-Quercus, através de um programa designado por Green Grease, usando os princípios da Economia Circular. O programa usa uma tecnologia patenteada pela Universidade de Coimbra e pretende resolver dois problemas com que a maioria dos estabelecimentos profissionais, tais como Restaurantes, Municípios, Hotelaria, Instituições de solidariedade sociais e Escolas se deparam diariamente.

Atualmente, todos os dias são geradas 150 toneladas de óleos alimentares usados, só em Portugal. Cerca de metade desse óleo usado não é valorizado, situação que se traduz em danos para o ambiente e num peso financeiro para os municípios estimado de 300 milhões de euros para remover esses óleos usados das águas das estações de tratamento de resíduos.

“O programa Green Grease serve-se dos princípios da Economia Circular e faz a recolha de óleo alimentar usado e o fornecimento de detergentes ecológicos, com atribuição de um certificado ecológico pela Associação Nacional de Conservação da Natureza-Quercus. Isto para além de haver um pagamento por cada litro de óleo que seja recolhido .

 

*Artigo publicado em parceria com a Rádio Foia. O programa «Diário da Agricultura e Pescas» está no ar de segunda a sexta-feira às 7h00 e às 21h00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *