Cientistas em Monchique

Há mais de 2200 anos, um matemático grego, de nome Eratóstenes, determinou o raio da Terra por um processo que envolveu a observação do Sol em duas cidades egípcias: Assuão (antigamente Siena) e Alexandria. Eratóstenes tinha conhecimento de que em Assuão, ao meio-dia do Solstício de Verão, o Sol se encontrava a pique, uma vez que refletia a sua imagem na água de um poço.

Entretanto, o matemático observou que, à mesma hora e dia, um pilar vertical existente em Alexandria projetava uma sombra. Com base nestas observações, Eratóstenes concluiu que a terra era esférica e determinou um valor aproximado para o seu raio.

No âmbito das disciplinas de Matemática e de Geografia, os alunos do 9.º ano da Escola Básica Manuel do Nascimento, recrearam a experiência de Erastóstenes para participar num concurso a nível mundial, que se intitula Eratosthenes Experiment 2018 e pode ser consultado no site: http://eratosthenes.ea.gr/ .

Os alunos começaram por calcular a hora solar recorrendo ao Solar Calculator.
Depois, colocaram numa caixa de areia uma barra de metal com um metro de altura e, à hora solar, 12 horas 34 minutos e 13 segundos, foi medida a sua sombra, S, que foi 0,746 metros.

Foi calculada a amplitude do ângulo θ, usando trigonometria, lecionada este ano na disciplina de Matemática.
θ =tan−1(0,746) ≈37°

De seguida, através dos conhecimentos que adquiriram na disciplina de Geografia, calcularam a distância entre Monchique e o Equador, sabendo que a latitude é 37,32º e obtiveram o valor de 4147 km. Fazendo uma regra de três simples, facilmente calcularam o perímetro do meridiano em que se encontra a escola.

P ≈ 360 × 4147000 ≈ 40 349 189 m
37

Depois, sabendo que esse perímetro é 2pi r, obtiveram o valor aproximado do raio da seguinte forma:

r ≈ 40 349 189 ≈ 6 421 773 m ≈ 6422 km
2pi
Sendo o valor conhecido do raio de 6378 Km, os alunos do 9.º ano foram verdadeiros cientistas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *