Canto da escola de junho de 2018

Exposição de trabalhos e apresentações pelos alunos

A exposição dos trabalhos realizados ao longo do ano letivo, assim como a apresentações feitas pelos alunos (teatros, canções, concurso de adivinhas, …) foram o culminar de um ano de trabalho dos alunos e dos Professores do Projeto Viver Monchique.

Durante o mês de junho, o Departamento do 1.º Ciclo promoveu, no âmbito do Projeto Viver Monchique, uma exposição dos trabalhos elaborados pelos alunos ao longo deste ano letivo. Esta atividade ainda está a decorrer na Sala do Aluno da Escola Básica Manuel do Nascimento e demonstrou ter sido do agrado dos alunos e da restante comunidade escolar. Notou-se uma adesão e empenho muito significativos por parte de todos os alunos envolvidos. A diversidade dos trabalhos expostos, incluindo maquetes, “teares” e tapetes, cartazes, etc, sobre várias temáticas alusivas a Monchique, revelaram uma grande preocupação por conhecer os saberes da geração dos avós, a cultura e património do concelho. Tiveram também curiosidade em escolher materiais originais, elementos mortos da natureza e outros  para reciclar ou reutilizar. Fomos realizados trabalhos com muita imaginação e criatividade, tendo ido ao encontro do gosto dos alunos em participar neste tipo de atividades.

Ainda no âmbito do Projeto Viver Monchique, realizou-se no passado dia 20 de Junho, uma apresentação a toda a comunidade escolar de duas peças de teatro, canções e de um concurso de adivinhas. Esta atividade também teve lugar na Escola Básica Manuel do Nascimento. Iniciou-se com a apresentação de duas peças de teatro: uma realizada pelas Professoras Cláudia Diogo e Cristina Pereira e pelos alunos da Escola E.B. 1 n.º1 (São Pedro), com o nome «O túnel misterioso» (a ligar a Picota a Silves), peça de teatro baseada em lendas de Monchique e que foi criada pelos alunos; uma segunda peça de teatro musical foi realizada pelas Professoras Cátia Alhandra e Patrícia Martins e pelos alunos da Escola E.B. 1 n.º2 (São Roque) e inspirou-se na lenda «D. Branca».

Seguidamente, a comunidade escolar foi presenteada com a apresentação de algumas canções, também originais e versando sobre Monchique, e com um divertido concurso de Adivinhas sobre o município. Esta última atividade foi promovida pela Professora Cátia Medronho e pelos alunos do 3.º ano das duas escolas do 1.º Ciclo, que envolveu também a participação dos pais e encarregados de educação espetadores. Foi sem dúvida, uma noite muito agradável e o reflexo de um ano de excelente trabalho de todos os envolvidos no Projeto Viver Monchique.

 

Campo Aventura Júnior Resort de Óbidos recebeu alunos de Monchique

Nos dias 12, 13 e 14 de junho as turmas finalistas dos quartos e dos sextos anos do Agrupamento de Escolas de Monchique deslocaram-se a Óbidos para experimentarem três dias totalmente diferentes e radicais. De forma apelativa, neste Campo Aventura os dois grupos de alunos  usufruíram de momentos privilegiados de aprendizagem com atividades pedagógicas, desportivas e ambientais.

Houve oportunidade para fazer   tiro com arco, slide da água, travessia do Rio Mauk, pinturas faciais, jogos de  sons, old mine, Gincanas,  slide, escalada e paintball,  entre outras atividades. Todas foram muito divertidas e animadas.

Os alunos foram unânimes em reconhecer que foram  três dias bem passados,  em que tiveram possibilidade de desenvolver capacidades académicas e especialmente sociais, culturais e lúdicas. Nestes dias também se estabeleceram novos laços de amizade, nomeadamente com os monitores do campo Aventura que sempre os acompanharam. Foi igualmente uma oportunidade para fortalecer a amizade com os respetivos professores que os acompanharam, os professores Joaquim Leite, Manuel Noites e Ana Marques dos 4º anos e  Manuela Ponte e Alice Fonte dos 6º anos. No final até houve lágrimas de contentamento.

 

Festa de encerramento do ano escolar do 1.º ciclo

Mais um ano letivo chegou ao fim e a festa de encerramento 2017-2018 do 1º Ciclo decorreu pelo segundo ano no espaço da antiga serração, no dia 22 de junho a partir das 19h. Os alunos e os grupos convidados atuaram e encantaram toda a comunidade educativa que ali se concentrou para ver e ouvir e conviver. Após as boas vindas aos presentes e feitos os agradecimentos o programa iniciou-se com a  atuação do Grupo da Orquestra Juvenil de Guitarras do Algarve (grupo de Monchique). Seguiu-se a canção “Viver Monchique” dos alunos do Projeto Viver Monchique (1º, 2º, 3º e 4ºanos) da E.B. 1 n.º 1, a atuação do Grupo da Ginástica Rítmica do Clube da Nave e a atuação da Carolina Guerreiro do 4º ano da E B 1 nº 2  em Ginástica Rítmica. Novamente a atuação dos alunos do Projeto Viver Monchique (1º, 2º, 3º e 4º anos) da E.B. 1 n.º 2 de Monchique com a canção “Os meninos da Serra”. Prosseguiu com as atuações do Grupo Coral infantil, e do Grupo de  Dança da E.B. Manuel do Nascimento, e com as músicas de dois alunos do 3º ciclo, o Leonardo Silva e a Mariana Duarte e da Beatriz Penteado que já frequenta o secundário mas continua a colaborar com a escola e com os seus colegas. Ouviu-se de seguida a canção bem ritmada dos alunos do 4º ano da E B 1 nº1 – “Quando eu for maior”. Antes da canção dos Finalistas (todos os alunos do 4º ano) ainda se assistiu à coreografia colorida e animada das marchas apresentadas pelos alunos da E B 1 nº 2.

A apresentação esteve a cargo dos alunos  Sara Alexandre (C1), Duarte Morais (C2), Francisco Duarte (D1) e Lara Jaime (D2).

Dinamizado pelos pais e encarregados de educação das turmas do 3º ano, o espaço de Comes e Bebes tinha bons petiscos e bebidas frescas.

Foi uma noite de apresentações e muita animação e alegre convívio intergeracional, e no qual os alunos se sentiram protagonistas.

Toda esta apresentação de trabalhos e animação só foi possível graças à  organização e coordenação do Departamento do 1º ciclo, ao trabalho dos alunos e docentes, à colaboração do pessoal não docente, ao trabalho da equipa dos pais e enc. de educação, ao apoio da Câmara Municipal na limpeza e preparação do espaço e ao apoio da junta de Freguesia de Monchique que contratou equipamento de som e animação da artista Eulália Nunes. Houve ainda apoio e empréstimo de material ou equipamentos por parte  de outras entidades e associações  ou particulares conforme consta no cartaz de divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *