Árvores que capturem carbono receberão subsídio

O Programa de Transformação da Paisagem do Ministério do Ambiente propõe-se a pagar entre 80 a 150 euros por ano por hectare aos proprietários florestais que tenham espécies que façam o sequestro de carbono.

A medida abrangerá os proprietários de terras incluídas nos Programas de Reordenamento e Gestão de Paisagem, que incluem a Serra de Monchique e a do Caldeirão. Ao longo de 20 anos os proprietários subsidiados deverão cuidar do espaço florestal contemplado.

Anuncia-se que quem não estiver interessado poderá ser obrigado a arrendar o seu terreno ao Estado para aquele efeito, mas nas zonas que sejam consideradas mais críticas. Ao todo serão 20 os Programas de Reordenamento e Gestão de Paisagem em todo o país com uma dotação de 174 Milhões de Euros de vários fundos.

 

Nota: *Esta e outras notícias fazem parte do «Diário da Agricultura e Pescas»  emitido pela Rádio Foia, 97.1 Fm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *