Amianto é removido dos telhados queimados pelo incêndio

Empresas especializadas uniram-se, de forma gratuita, para remover o em amianto em dezenas de telhados que foram queimados no incêndio de Monchique e que se encontram perto das residências a céu aberto.

A ação que começou ontem, dia 25 de outubro, continua durante o dia de hoje e é a resposta ao apelo da Plataforma Ajuda Monchique (PAM) «a diferentes empresas especializadas, para que estas removessem o amianto de forma segura e ao menor custo. A Associação de Empresas Portuguesas de Remoção de Amianto (AEPRA) uniu o esforço de várias empresas de modo a remover gratuitamente o amianto de cinco localidades», explica a PAM.

A remoção dos «fragmentos microscópicos de fibras de amianto» dos telhados que foram destruídos pelo incêndio, surge como uma necessidade para a saúde, dado que «são altamente perigosos quando inalados e podem provocar doenças respiratórias».

Desta ação é estimada a recolha de 30 toneladas de resíduos durante estes dois dois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *