Algarve: Dormidas de residentes aumentaram 11,2% em maio

As dormidas de residentes portugueses nas unidades hoteleiras do Algarve cresceram 11,2% em maio deste ano em relação ao período homólogo de 2017. Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), este crescimento continua «a ser o motor da atividade turística regional em 2018».

Este crescimento relativo ao mercado nacional compensou o decréscimo de 1,6% nas dormidas dos não residentes, nomeadamente com uma diminuição dos mercados do Reino Unido e Holanda. O aumento do número de hóspedes portugueses (+11,2%) e alemães (+4,2%) permitiu que o número de dormidas seja de 1,8 milhões, resultado semelhante ao de 2017.

A hotelaria algarvia registou 444 mil hóspedes que proporcionaram 1,8 milhões de dormidas, o que se traduz em variações de 4,3% e 0,1% face ao mesmo mês do ano anterior, sendo que «quatro em cada cinco daqueles hóspedes são estrangeiros» oriundos dos três mercados mais representados – Reino Unido, Alemanha e França.

Os proveitos totais aumentaram 7,1% atingindo 94,6 milhos de euros. Quanto aos proveitos de aposento o aumento foi de 5,8%, o que ascende 65,2 milhões de euros. Até ao mês de maio, os proveitos acumulados de 2018 ultrapassam os 250 milhões de euros.

O aeroporto de Faro movimentou nos primeiros cinco meses do ano 2,6 milhões de passageiros, menos 0,8% em relação ao ano passado, e os campos associados da Algarve Golfe registaram um decréscimo de 0,9%, registando 618 mil voltas de golfe.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *