Águas do Algarve investe mais de 680 mil euros para ligar Monchique ao sistema multimunicipal de saneamento da região

A Águas do Algarve, S.A. assinou, no passado dia 8 de julho de 2015 com a empresa MAJA, S.A., um contrato de empreitada, no valor de 681.972,47€ e com um prazo de 240 dias, que visa ligar Monchique ao sistema multimunicipal de saneamento da região.
Este projeto pretende dar continuidade aos investimentos realizados pela Águas do Algarve no âmbito dos Sistemas Multimunicipais de água e saneamento pela região, pelo que, relativamente a Monchique, está prevista «a execução de obras de construção civil, bem como o fornecimento e montagem de equipamentos metalomecânicos, eletromecânicos, elétricos, automação e instrumentação, de um conjunto de duas estações elevatórias de águas residuais domésticas, três coletores gravíticos e duas e respetivas condutas elevatórias», explica a empresa.
A consignação dos trabalhos ocorreu no dia 17 de agosto e constitui um investimento no qual «ganham as populações envolvidas, e ganha o meio ambiente», acrescenta a Águas do Algarve, S.A.
Para que todo este processo tenha sido executado o Município de Monchique também investiu no saneamento básico municipal, permitindo uma maior cobertura nesta área.

O acordo prevê
as seguintes
infraestruturas:
– Estação Elevatória EE1, que recebe os efluentes provenientes da Cruz dos Madeiros e Parque Urbano, será dotada de um poço de bombagem compacto e dos vários equipamentos inerentes;

– Estação Elevatória EE2, que recebe os efluentes provenientes da Cruz dos Madeiros, Parque Urbano, Urbanização de S. Roque e de algumas habitações existentes no Vale, será dotada de um poço de bombagem compacto e dos vários equipamentos inerentes;

– Coletor Gravítico CG1, conduzirá os afluentes domésticos provenientes da Cruz dos Madeiros e Parque Urbano até à estação elevatória (EE1) e respetiva conduta (CE1), de modo a elevar os efluentes domésticos produzidos nesta bacia até à urbanização de S. Roque. Este troço terá cerca de 645 m de comprimento, sendo constituído por tubagem em PVC de diâmetro Ø 200 mm;

– Coletor Gravítico CG2, com cerca de 656 m de comprimento e constituído por tubagem em PVC de diâmetro Ø 200 mm. Será construído ao longo do Caminho do Vale, recebendo a maioria dos efluentes domésticos da urbanização de S. Roque;

– Coletor Gravítico CG3 vai ter início na Rua Pé da Cruz, onde afluem os caudais provenientes da CE CE2 e vai estender-se ao longo da EN266 e da Estrada Velha. Este troço terá cerca de 785 m de comprimento, sendo constituído por tubagem em PVC de diâmetro Ø 315 mm;

– Conduta Elevatória CE1, será uma conduta elevatória com início na estação elevatória EE1, a construir a nordeste de Monchique, desenvolvendo-se para oeste e sudoeste, até à urbanização de S. Roque. Este troço terá cerca de 918 m de comprimento, e será constituído por tubagem em PVC de diâmetro Ø125 mm;

– Conduta Elevatória CE2, prevê uma conduta elevatória com início na estação elevatória EE2, a construir no Caminho do Vale, desenvolvendo-se para sudoeste, até à Rua Pé da Cruz. Este troço terá cerca de 325 m de comprimento, e será constituído por tubagem em PVC de diâmetro Ø140 mm.